quarta-feira, 3 de maio de 2017

Espetáculo "Os outros Reservas" acontecerá no próximo sábado no Galpão da Lua

A Pré-Estréia do novo espetáculo da AliTeatro Cia.Teatral de Pres. Prudente será apresentada no próximo sábado dia 06 de maio às 20h no Galpão da Lua - GRATUITO.

O Espetáculo: Já pensou você em um grande time de futebol? ser reserva não é algo que você almeja né? imagine ser o reserva dos reservas? Pois bem, trago a vocês os palhaços jogadores mais talentosos de todos os tempos, porém não compreendidos pela humanidade. Em uma odisseia de
Foto:Natacha Vieira
divertidos minutos, eles irão mostrar que além de exímios jogadores também são instrutores de Ioga, engenheiros, lutadores, rock star, gamers e peritos em ressurreição; Os outros reservas, traz uma outra visão sobre a imagem dos jogadores e vem mostrar a vocês o lado avesso do “show do futebol”. A risada é garantida!

“Os Outros Reservas”  tem como intuito, de modo especial, despontar o lado “humano” do ser humano ídolo, de forma a humanizar, comicamente, os astros do futebol, comumente endeusados dentro e fora do campo, o que, como o próprio nome apresenta, os reservas dos reservas coloca os jogadores em um patamar mais próximo ao nosso. mostrando o jogador do futebol como um ser humano, desnudo da mídia, do marketing, do mercado futebolístico, distanciando-o da imagem vivificada no imaginário social e coletivo, o herói.
O espetáculo tem direção coletiva da AliTeatro. O elenco é formado por Luis Sousa, Robertt Moretto e Zé Ricardo Bassani. Orientação Artística: Flávia Bertinelli. Provocação: Ernani Sanches. Pesquisa de Palhaçaria: Junior Taz. Roteiro e Dramaturgia Corporal: AliTeatro. Iluminação: AliTeatro. Música e Sonoplastia: Zé Ricardo Bassani. Figurino e Maquiagem: AliTeatro e Natália Bortoláso. Costura: Margarete Moretto. Cenário: Zé Ricardo Bassani e Produção: Robertt Moretto e Zé Ricardo Bassani

O projeto de circo/teatro:“Os Outros Reservas” nasceu da vontade da Cia AliTeatro de fazer a “palhaçaria” chegar a qualquer público ou lugar, pela crença na capacidade do teatro como meio transformador da mente e do coração, por meio do riso espontâneo. O caráter universal do projeto é intensificado pelo não uso da fala, contando toda  a trama através da expressão corporal.

Foto:Natacha Vieira

Serviço:

O que: Espetáculo OS OUTROS RESERVAS da AliTeatro Cia. Teatral.
Onde: Rua: Julio Tiezzi,130, centro Galpão da Lua
Quando: Sábado (06/05) às 20hrs
Quanto: Gratuito 

Contato:

Robertt Moretto
Ator/Produtor
AliTeatro Cia. Teatral

GiraArte Circulação 2017, peneira que não tapa sol

Há sete (07) anos, desde a aprovação do projeto Ponto de Cultura Prudente em Cena - edital de Ponto de Cultura (MinC) - o Coletivo Cultural Galpão da Lua desenvolve em Presidente Prudente/SP ações gratuitas, de circulação e democratização cultural, promovendo ações em bairros da periferia e espaços alternativos da cidade onde a política cultural do município não chega ou quando chega é de maneira esporádica e sem nenhuma continuidade.


Todos esses feitos, bem como nossos processos enquanto movimento cultural e afirmativo, só foram possíveis graças a recursos e incentivo de editais estaduais e federais, ou através de trocas artísticas com grupos e artistas parceiros, mas nunca através de uma política pública cultural local. A luta por uma política que fomente o trabalho do artista e o acesso da população à produção e às manifestações culturais, há anos, vem sendo pautada pelo Coletivo, bem como o enfrentamento e a cobrança à Secretaria, que tem a mesma postura há muitas gestões.

Há um mês, foi lançada a segunda edição do Edital GiraArte, uma reinvindicação antiga de nosso coletivo. Sua primeira edição, lançada em 2011, apresentava consideráveis erros técnicos, foi realizada e finalizada sem nenhuma avaliação e comunicação dos resultados obtidos. Somente após um hiato de seis (06) anos é que a Secretaria Municipal de Cultura volta a pensar na publicação de novo edital. Essa segunda edição do GiraArte, do mesmo modo, vem acompanhada de falhas e reticências. 

Seguem alguns apontamentos:  

1. O item 2 - Habilitação do Proponente - declara que é vedada a participação de Proponente pertencente ao quadro da Secretária Municipal de Cultura, o que não quer dizer que servidores pertencentes a seu quadro de funcionários, não possam compor a ficha técnica da obra artística. Assim, o edital deixa lacunas para que projetos de funcionários da Secretaria sejam aprovados, bastando, apenas, mudar o proponente.

2. O item 3 – Locais de apresentação - coloca que os projetos selecionados cumprirão a agenda da Secretaria de 2017, com apresentações em locais convencionais e alternativos, por ela definidos. A falta de autonomia na escolha dos locais de circulação de um espetáculo pode descaracterizar ou prejudicar, definitivamente, um trabalho. Não menos importante, é saber se a programação organizada pela Secretaria será, de fato, descentralizada ou não, e ainda se dará autonomia a grupos e coletivos que mantem circuitos próprios.

3. O item 4 – Inscrições - afirma que o valor pago ao proponente deverá cobrir as despesas com cachê artístico, impostos, transporte, alimentação e infraestrutura de som e luz e demais despesas referentes às realizações das atividades contratadas. Porém, mais adiante, no item 10 – Esclarecimentos gerais - nos esbarramos com o informe de que “– os valores serão pagos em até 10 dias após a entrega do relatório de execução do projeto, acompanhado de registro fotográfico”, ou seja, nenhum projeto terá recurso para custear as próprias despesas apontadas no item 4, necessárias para que a realização das apresentações aconteça. Ou seja, este edital da autonomia a esta secretaria que realize o objeto deste edital ao longo do ano fazendo com que com o trabalhador da cultura pague todos os gastos e só receba depois de meses.

A publicação da nova edição do edital GiraArte não nos satisfaz enquanto trabalhadores da cultura, tampouco contemplam artistas que não estejam equiparados ao circuito de editais no que diz respeito à sua burocracia estatal, o que revela a falta de uma devida compreensão da demanda local.
Uma política pública cultural verdadeiramente comprometida com a democratização do acesso à cultura e a democracia cultural não pode ser construída através de ações pontuais e casuais sem desenvolvimento. 

Concluímos, portanto, que a segunda edição do Edital GiraArte - Circulação 2017 -, não poderia melhor simbolizar a política cultural local: sem nenhum avanço num longo espaço de tempo. No entanto, entendemos que nos utilizar desses instrumentos, ainda que falhos, é também maneira de reivindica-los e, inclusive, de combate-los nas suas incongruências. 

Galpão da Lua representa enquanto coletivo:
Rosa dos Ventos;
Os Mamatchas;
Maracanóis;
Mocambo Grove;
Brincantes do Pisa Chão
Mamulengo Rasga Estrada;
Batalha do Vale e
Artistas independentes.


terça-feira, 11 de abril de 2017

Domingo tem espetáculo no Galpão da Lua – GRATUITO

Foto:Marcos Flavio

O Galpão da Lua recebe no próximo domingo dia 16 às 20h o espetáculo Versão Brasileira do grupo Los Circo Los.
O espetáculo é baseado em versões tipicamente brasileiras de cenas clássicas do circo! Com muita comicidade, malabarismo, dança, acrobacias e mágica, o público é convidado a brincar se surpreender. A trilha sonora empolgante e as rápidas trocas de figurinos marcam o ritmo frenético do espetáculo.


Um espetáculo com muita variedade e criatividade, diversão garantida para toda família!


Sobre o grupo!
Foto:Kora Prince
A partir de um encontro casual e da amizade entre Rodrigo Mallet e Vitor Poltronieri, o grupo Los Circo Los dava seus primeiros passos. A crescente dedicação pelas técnicas circenses possibilitou a união de interesses e contribuiu para o desenvolvimento da pesquisa do grupo que associa carisma, alegria e diversão, na loucura de experimentar novas ideias e na busca de uma identidade própria.
O grupo conta hoje com três integrantes de formações diversas, Kátia Tortorella, Rodrigo Mallet e Vitor Poltronieri, sendo a multidisciplinaridade uma característica marcante do grupo.

Seus integrantes são formados em diferentes áreas do conhecimento: comunicação, educação física, ginástica artística (olímpica) e dança, criando um grupo heterogêneo, com muitas características peculiares, enriquecendo o universo artístico com inúmeras e inovadoras possibilidades. Essa mescla de diferentes experiências individuais gerou uma variedade de repertório, no qual o cômico, o virtuoso e o dramático se comunicam de forma harmoniosa.

O grupo participou de diversos eventos culturais e promocionais através da iniciativa pública e privada, dentre os eventos mais
Foto: Divulgação 
importantes destacam-se o Festival Mundial de Circo do Brasil, Convenções Nacionais e Internacionais de Malabares e Circo, Mostras Competitivas de Malabarismo, Deutsches Turnfest e Fórum Internacional de Ginástica Geral.


O grupo participou dos espetáculos “Elementos” e “Giro” dirigido e coordenado por Marcos Frota Produções Artísticas e Unicirco/Hopi Hari; estiveram em Turnê na Finlândia e Suécia em 2008; foram contemplados pelo Prêmio Carequinha de estímulo ao Circo/Funarte em 2007; pelo Programa de Intercâmbio e Difusão Cultural/Ministério da Cultura em 2008 e pelo Programa de Ação Cultural/Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo em 2009.
Nesta difícil arte de sobreviver, o grupo Los Circo Los conta com a colaboração de Lívia Pasqua (Pilha), Luciene Menezes e Daniel Lopes, amigos e artistas excepcionais.


Mais informações sobre o grupo:


Serviços:
Quando? Domingo dia 16, às 20h.
Onde? Galpão da Lua – R:Julio Tiezzi,130 Centro.
ENTRADA GRATUITA!