quinta-feira, 20 de novembro de 2014

A banda Mocambo Groove leva música para as praças da cidade

Som nas Praças, esse é o nome da iniciativa da Banda Mocambo Groove que com a parceria da FPTAI está levando o espetáculo musical “Maracutaia Sound System” de graça para 10 praças de Presidente Prudente. O projeto responde ao interesse do grupo de fazer circular seu trabalho musical e fortalecer ações culturais dessa natureza nos bairros, particularmente, fazendo uso de praças e teatros de arenas existentes pela cidade.

O projeto é uma forma de democratizar o acesso à música. Os espaços para as bandas apresentarem seus trabalhos são restritos a locais que atendem um público exíguo, não chegando a grande maioria da população. Essa limitação não proporciona ainda a circulação e a continuidade tão fundamentais para o aprimoramento do trabalho artístico. O fato é que há uma ausência de políticas públicas que vão de encontro a demandas dessa natureza.

O projeto teve início dia 08 de novembro e tem sido bem aceito por onde está passando, alcançando um público muito diverso, com crianças, jovens, adultos e idosos. Isso é bastante significativo, a população tem prestigiado e apoiado a iniciativa.

Em novembro quatro localidades já puderam prestigiar o show da Mocambo Groove, Praça Jardim Colina (dia 08), Praças da Vila Líder (Dia 09), Praça Jardim Balneario (dia 16) e Praça Dúbio Zaina (dia 14).

Próximas apresentações:

Domingo dia 23 de novembro – Às 18 horas
Local: Praça Miquelina Dabino Fellito - Vila Furquim

Show: “Maracutaia Sound System”


Até o fim do ano, está previsto circulação nos seguintes locais:
Parque do Povo, ao lado da pista de skate, Praça Oscar Figueiredo Filho, ao lado do Prudenshopping e Mário Celestino Teixeira - Centro.

O Show:

No “Maracutaia Sound System” a banda interpreta músicas dos álbuns Da Lama ao Caos (1994) e Afrociberdelia (1996), de Chico Science & Nação Zumbi. Com influências de músicas populares brasileiras como maracatus, ciranda, baião, coco, samba, samba-reggae, ijexá e a sua mistura com rock, funk, reggae, dub e hip-hop, Da Lama ao Caose Afrociberdelia são umas das referências musicais da banda, sob essa influência a Mocambo Groove interpreta músicas dos dois álbuns, buscando manter viva a sonoridade que marcou a efervescência do Movimento Manguebeat.

Elenco:
Antônio Neto – baixo
Bruno Palácio – bateria
Jonathan Gomes – percussão
Rafael Batalini – guitarra

Sobre a Banda
Formada em 2009 por estudantes da UNESP de Presidente Prudente a banda Mocambo Groove inicio o seu processo artístico a partir da música instrumental, tendo como referência a música popular.

Em 2011, lançou seu primeiro demo, Aterritorial e em 2013 começou uma pesquisa sobre a obra de Chico Sciense & Nação Zumbi, ao qual deu origem ao Espetáculo Maracutaia Sound System.
A Mocambo Groove busca em seus trabalhos musicais a fusão de diferentes elementos sonoros da música popular.

Desde 2011, junto a Federação Prudentina de Teatro e Artes Integradas - FPTAI, a banda participa de projetos de difusão e democratização do bem cultural em bairros da periferia da cidade.

Para saber mais sobre a Banda:
http://mocambogroove.blogspot.com.br/
(18) 3223-7623 - 99689-1100 /98183-7617
mocambogroove@gmail.com

sexta-feira, 7 de novembro de 2014



Com muito AXÉ!!!!

Neste sábado, dia 8 de Novembro, as 20:30 horas, no Galpão da Lua, tem mais uma edição do Samba de Roda com o Grupo Angoleiros do Sertão, núcleo de Presidente Prudente.

Entrada gratuita. Compareça!

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

ESPETÁCULO Um Dedo de Prosa

O espetáculo Um Dedo de Prosa será apresentado no Galpão da Lua domingo, 19 de outubro às 20 horas – DE GRAÇA!!!

É um momento muito especial, essa apresentação acontecerá em comemorando 15 anos de estrada do espetáculo. O artista Sergio Torrente escolheu compartilhar esse momento com o público e com os artistas da Federação pela amizade e pela identificação com a proposta de trabalho do coletivo da FPTAI.

Serviço:
Dia 19 de outubro às 20 horas 
Espetáculo Um Dedo de Prosa
Local: Galpão da Lua - Rua João Caseiro, 65 - Vila Brasil
GRATUITO - Colabore com o Chapéu



Sobre o Espetáculo
Um Dedo de Prosa já percorreu diversas regiões do Brasil além, de viajar por países como Argentina, Chile e França. É um trabalho que tem 15 anos de estrada sem interrupção, um grande trabalho.

Torrente diz: ''O sertão é o sertão, é isso que busco, que corro atrás. E onde você estiver, no sertão do Brasil, vai encontrar um violeiro e sua viola'', sintetiza. “Pois são as cordas que amarram a estrutura poética do espetáculo, concebido ao modo de um pote.”
Sergio Explica a analogia: ''O espetáculo vai abrindo, vai abrindo, vai abrindo, o povo vai rindo, batendo palma, cantando junto. E, de repente, ele fecha com a coisa mais sagrada do mundo, a mãe da gente''. Os três personagens são seu Tião, ''velho contador de causos, daqueles que usam três penicos. É bem rabugento, bem brincalhão, seu Tião é de tudo um tanto''. No terreiro de sua casa chega Rodevan do Manto, aprendiz de contador de histórias e de tocador. Seu Tião lhe ensina as simpatias para ser bom violeiro. Uma: ''No cemitério, à meia-noite de uma Sexta-feira Santa, você leva a viola, reza três Pais-nossos e três Ave-marias''. Não dando certo, tem ainda a simpatia da cobra, feita num pasto, também à meia-noite. O interessado deve portar um ''cotoco de vela branca, benzido no altar de São Gonçalo do Amarante, protetor dos violeiros''. O último recurso é o mais perigoso, um pacto com o capeta.

Chega a vez de entrar em cena o Expedito. ''Ele é daqui de cima, nordestino, zabumbeiro de profissão, cordelista de paixão, faz o povo cantar junto, bater palma'', explica Sergio. Na parte final, à boca do pote, Rodevan conta a penosa história do menino da porteira, órfão de mãe. Por último, seu Tião vai se desmontando, peça a peça da indumentária - o chapéu, a máscara, a barrigona, tudo sendo posto no pilão, enquanto surge da pele do ator o Rodevan. ''É o novo saindo do velho, é a continuação do contar histórias. O espetáculo se encerra com esta vontade de que as pessoas continuem contando suas histórias e mais ainda, com a vontade renovada de ouvir novas. Essa é a proposta''.

Fixa Técnica:
Adaptação e apresentação de Sergio Torrente

Contato: sergiotorrente@gmail.com
44 – 9845 47 89