sábado, 24 de junho de 2017

Programação diária 24 de junho - Espetáculo Página 469

Começa hoje a mostra Artística do encontro da Rede Brasileira de Teatro de Rua!






























O ponta pé inicial vai ser às 10h30 com um Arrasto promovido pelo Bloco Maracanóis, pelos artistas do Galpão da Lua e demais interessados. O Bloco promete alegria e muita música com pernas de pau, malabares, personagens e oque mais a imaginação mandar! A concentração será às 10h no Galpão da Lua e a saída do Bloco às 10h30.

Já às 11h na Praça 9 de Julho, centro, o grupo Engasga Gato de Ribeirão Preto apresenta o espetáculo “Página 469”

O Espetáculo vem à Presidente Prudente para participar da Mostra graças ao  Projeto “Circulação Página 469: Atravessamentos Urbanos”, que compreende uma apresentação do espetáculo teatral "Página 469" na Praça 9 de julho e um intercâmbio artístico com os grupos do Galpão da Lua, na sede do mesmo.  O grupo teatral Engasga Gato, que é quem realiza este projeto junto com a Cooperativa Paulista de Teatro, foi contemplado pelo Edital Programa de Incentivo a Cultura 2016, e circulará por 10 municípios de 08 regiões diferentes do Estado de São Paulo. Além de Presidente Prudente, o projeto está sendo realizado em Suzano, Sorocaba, Jacareí, Caraguatatuba, Campinas, Piracicaba, Santos, São José do Rio Preto e São Paulo.

O espetáculo, dirigido por André Carreira, fala sobre as vivências e a solidão que atravessa os centros urbanos, e sua linguagem parte da articulação das noções de Teatro de Invasão, e da noção de Cidade como Dramaturgia.

Nele, uma ambulância rompe o espaço público. De dentro dela, saem três integrantes cegos da “Liga Pública do Bem”, que tem a missão de encontrar e readequar funcionários municipais dissidentes. Guiados por uma denúncia anônima, os três enfrentam o caos do centro urbano em busca de Getúlio, um funcionário que abandonou seu posto de trabalho há alguns anos, fugindo do frio do ar condicionado e da opressão de sua pequena salinha.  A peça envolve os espectadores num jogo de esperanças e tristezas, neste encontro entre figuras que refletem as invisibilidades que atravessam diariamente o espaço da cidade.

Já o intercâmbio “Atravessamentos Urbanos” será realizado com um grupo teatral de cada município contemplado a fim de trocar experiências e questionamentos acerca do teatro de rua, culminando em intervenções nas ruas de cada município contemplado e, num âmbito mais profundo, no estímulo à frequente discussão, experimentação, pesquisa e aperfeiçoamento da produção artística do Estado de São Paulo.


Os grupos parceiros são: Grupo Buraco d'Oráculo (São Paulo), Grupo Contadores de Mentira (Suzano), Grupo Trupé de Teatro, Trupe Olho da Rua (Santos), Cia do Escândalo (Mogi das Curzes),  Cia Popatapataio de Teatro (Caraguatatuba), Grupo Matula Teatro (Campinas), Grupo Andaime Teatro (Piracicaba), Grupo Rosa dos Ventos (Presidente Prudente) e  Cia Cênica (São José dos Campos).

Sinopse: Uma ambulância rompe o espaço público. De dentro dela, saem três  integrantes cegos da “Liga Pública do Bem”, que tem a missão de encontrar  e readequar funcionários municipais dissidentes. Guiados por uma denúncia  anônima, os três enfrentam o caos do centro urbano em busca de Getúlio,  um funcionário que abandonou seu posto de trabalho há alguns anos,
fugindo do frio do ar condicionado e da opressão de sua pequena salinha. A  peça envolve os espectadores num jogo de esperanças e tristezas, neste  encontro entre figuras que refletem as invisibilidades que atravessam  diariamente o espaço da cidade.

Serviços:

O que? Arrasto do Bloco Maracanóis
Quando? Sábado, dia 24 de junho
Onde?
- Concentração às 10h no Galpão da Lua
- 10h30 Saída do Arrasto - Percurso: do Camelódromo até a Praça 9 de Julho

O que mais? Espetáculo “Pagina 469”
Quando? Sábado, dia 24 de junho às 11h.
Onde? Praça 9 de julho (Centro)

Acesse o link e veja a programação completa:
http://federacaoprudentinadeteatro.blogspot.com.br/2017/06/programacao-completa-da-mostra.html

Foto de Tamara Mármore

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Programação - Exposição Fotográfica de Márcia Tanaka

A fotógrafa Márcia Tanaka estudante do 3°termo do curso superior em fotografia da Unoeste, estará expondo seu trabalho documental do Galpão da Lua do dia 24/06/2017 até o dia 02/07/2017.


Márcia nos presenteia com belas imagens de diversos momentos e locais da cidade. Os registros são de ações dos Artistas do Galpão que Márcia tem acompanhado à algum tempo no próprio Galpão e em bairros de Presidente Prudente.
 
Espetáculo do Galpão no Conjunto Habitacional João Domingos Netto

Faixada do Galpão da Lua

Galpão da Lua sediará o Encontro da RBTR - Rede Brasileira de Teatro de Rua de 24 de junho à 2 de julho.

Teatro Caretas - CE - Foto Sol Coelho
Mais de cem artistas vindo de diversas regiões do Brasil estarão em Presidente Prudente para o Encontro e Mostra Artística, são dezenas de atividades espalhadas pelas ruas e praças da cidade.
A programação geral contará com espetáculos, vivências artísticas, atos e cortejos, debates sobre arte de rua, conjuntura atual, cultura e políticas públicas, além de lançamento de livros relacionados ao tema.

A Rede Brasileira de Teatro de Rua – RBTR foi criada em março de 2007, em Salvador/BA, como um espaço de articulação e organização horizontal, sem hierarquia, democrático e inclusivo. Participam dela grupos, artistas-trabalhadores, pesquisadores e pensadores envolvidos com o fazer artístico da rua. Seu papel é ampliar e capilarizar, cada vez mais, reflexões e pensamentos para o teatro de rua, com encontros, movimentos e ações artísticas e políticas por todo o Brasil.

Para este 20º Encontro da RBTR, que completa 10 anos de (RE)Existência a provocação é refletir sobre a sua atuação ao decorrer de sua existência e pensar as perspectivas e os desafios atuais para o teatro de rua num contexto de grande retrocesso democrático no país. O crescimento da violência estatal contra populações pobres periféricas e minorias sociais, bem como o desmantelamento de políticas sociais e de garantia de direitos, vão nortear essa reflexão que visa, ainda, articular formas de resistência e colaboração com outros grupos e movimento sociais do campo e da cidade.

Os encontros são espaços de discussão de políticas públicas e de trocas estéticas e intercâmbios entre grupos e artistas. Discutir políticas públicas de cultura e, dentro delas, o teatro de rua e a cidade. Para este encontro, a provocação será refletir sobre a importância da articulação em rede de grupos e artistas de teatro de rua de todo o país e os desafios para o futuro, numa conjuntura não favorável.

Os mais de 100 artistas inscritos que participação do Encontro em Presidente Prudente vem de 33 municípios de 10 estados brasileiros, SP, MS, RS, CE, SC, PR, RJ, AL, DF e AC.

A RBTR é formada por articuladores de todo o Brasil e que buscam horizontalidade nas relações. Fazem parte grupos mais antigos com mais de 30 anos de história, grupos mais novos, acadêmicos, professores pesquisadores, artistas independentes e demais interessados que se organizam por meio de um fórum virtual e de encontros presenciais semestrais. Os últimos encontros foram realizados no Rio de Janeiro, Fortaleza, Londrina e Campo Grande.

Imaginário Maracangalha - MS - Foto de Diogo Golçalves
O tema desse encontro é:

XX ENCONTRO DA REDE BRASILEIRA DE TEATRO DE RUA: “Que cidade queremos?”
A Mostra, por sua vez, contara com a participação de grupos dos estados de São Paulo, Mato Grosso do Sul, Ceará e Rio Grande do Sul, com espetáculos que refletem a qualidade e a diversidade do teatro de rua, dialogando com o público em diferentes locais da cidade.


Abertura
A abertura oficial será no próximo sábado, 24, às 11h na Praça 9 de Julho com o Espetáculo “Página 469” do Grupo Engasga gato de Ribeirão Preto.

Sinopse: Uma ambulância rompe o espaço público. De dentro dela, saem três integrantes cegos da “Liga Pública do Bem”, que tem a missão de encontrar e readequar funcionários municipais dissidentes. Guiados por uma denúncia anônima, os três enfrentam o caos do centro urbano em busca de Getúlio, um funcionário que abandonou seu posto de trabalho há alguns anos, fugindo do frio do ar condicionado e da opressão de sua pequena salinha. A peça envolve os espectadores num jogo de esperanças e tristezas, neste encontro entre figuras que refletem as invisibilidades que atravessam diariamente o espaço da cidade.
Grupo Engasga Gato - Ribeirão Preto SP

Ficha técnica: Atores Fausto Ribeiro, Gabriel Galhardo, Monalisa Machado, Poliana Savegnago e pelo músico Márcio Bá.
Duração: 60 minutos. Classificação livre.

Toda a programação é gratuita!

REALIZAÇÃO: Galpão da Lua PARCERIA: RBTR  - MTR/SP APOIO: Prefeitura Municipal de PP/Secretaria de Cultura

Os interessados em participar do encontro as informações estão no Blog:
http://federacaoprudentinadeteatro.blogspot.com.br/

Informações:
federacaoprudentinadeteatro@hotmail.com
producaofederacao@gmail.com

CIA Canica São Paulo SP - Foto de Daisy Serena



























PROGRAMAÇÃO


Sábado, 24 de junho
11h – Espetáculo “Página 469” com o grupo Engasga Gato (Ribeirão Preto-SP). Local: Praça 9 de Julho, Centro.

Terça, 27 de junho
20h – Espetáculo “BLITZ - O Império que nunca dorme” com a Trupe Olho da Rua (Santos-SP). Local: Rua João Caseiro, 65, Vila Brasil (em frente à antiga sede do Galpão da Lua).

Quarta, 28 de junho
20h – Espetáculo “Conto da Cantuária” com o grupo Teatro Imaginário Maracangalha (Campo Grande-MS). Local: Rua Júlio Tiezzi, Centro (em frente ao Galpão da Lua).

Quinta, 29 de junho
9h – Roda de Abertura do XX Encontro da RBTR.
14h30 – Plenária da RBTR e debate “Controvérsias contemporâneas” com Terezinha Ferrari (Centro Universitário Fundação Santo André).
20h – Espetáculo “Era uma vez um Rei” com o grupo Pombas Urbanas (São Paulo-SP). Local: Praça da Bandeira, Centro (ao lado do camelódromo).
21h30 – Espetáculo “So.corro, Se Eu fosse Você eu me Movia” com o Grupo Xingó (São Paulo-SP). Local: Rua Júlio Tiezzi, Centro (em frente ao Galpão da Lua).

Sexta, 30 de junho
9h – Plenária da RBTR e GTs.
14h – Plenária da RBTR e roda de conversa com coletivos e movimentos sociais (MST, Coletivo Mãos Negras, Levante Popular da Juventude, Somos LGBT).
17h – Espetáculo “Final da tarde” com o grupo Teatro de Caretas (Fortaleza-CE). Local: Praça 9 de Julho, Centro.
20h – Espetáculo “O vendedor de verdades” com a Cia. Canina (São Paulo-SP). Local: Praça do Vale (no Parque do Povo ao lado do Prudenshopping).

Grupo Tia - RS
Sábado, 1 de julho
9h – Ato/cortejo artístico “3 anos sem Lua Barbosa – Desmilitarização Já!”. Itinerário: Galpão da Lua - Local: Praça 9 de Julho.
11h30 – Espetáculo “BLITZ - O Império que nunca dorme” com a Trupe Olho da Rua (Santos-SP). Local: Praça 9 de Julho, Centro.
14h – Plenária da RBTR e GTs.
17h – Lançamento dos livros: “Teatro de Rua – Discursos, Pensamentos e Memórias em Rede” (Organizadores: Vanéssia Gomes, Licko Turle e Jussara Trindade) e “Longa Jornada de Teatro de Rua Brasil Afora” (Autor: Márcio Silveira dos Santos).
20h – Espetáculo “Lorys para maiores” com Lorys Verônica (Pres. Prudente-SP) e Banda Doutor Júpiter (Mairiporã-SP). Local: Rua Júlio Tiezzi, Centro (em frente ao Galpão da Lua).

Domingo, 2 de julho
9h – Roda de encerramento do XX Encontro da RBTR.
15h – Espetáculo “História de circo sem lona” com o Grupo TIA (Canoas-RS). Local: SESC Thermas, Rua Alberto Peters, 111 - Jardim das Rosas.
18h – Sarau de Abertura da 2ª Semana da Diversidade (Somos LGBT / Pres. Prudente-SP). Local: Quadra coberta do Parque do Povo.
Espetáculo Blitzz - Santos SP - Foto de Marcel Sachetti


terça-feira, 13 de junho de 2017

Um pouco mais sobre as apresentações que vão rolar na Mostra e no XX Encontro da RBTR !

Com muita alegria o coletivo  Galpão da Lua recebe os grupos amigos e companheiros de luta para a Mostra Artistica e o XX Encontro da RBTR. A programação conta com diversos espetáculos, vivências artísticas, atos e cortejos, debates sobre cultura e políticas públicas e lançamento de livros, entre outras atividades.
Conheçam um pouco mais sobre cada espetáculo e show que vai rolar !  

Adicionar legenda
Sábado, 24 de junho
Grupo Engasga Gato de Ribeirão Preto com o espetáculo Página 469”
Local: Praça 9 de julho às 11h.

Sinopse: Uma ambulância rompe o espaço público. De dentro dela, saem três  integrantes cegos da “Liga Pública do Bem”, que tem a missão de encontrar  e readequar funcionários municipais dissidentes. Guiados por uma denúncia  anônima, os três enfrentam o caos do centro urbano em busca de Getúlio,  um funcionário que abandonou seu posto de trabalho há alguns anos, 
fugindo do frio do ar condicionado e da opressão de sua pequena salinha. A  peça envolve os espectadores num jogo de esperanças e tristezas, neste  encontro entre figuras que refletem as invisibilidades que atravessam  diariamente o espaço da cidade.
Ficha técnica: Atores Fausto Ribeiro, Gabriel Galhardo, Monalisa Machado, Poliana Savegnago e pelo músico Márcio Bá.
Duração: 60 minutos. Classificação livre.

Foto:Marcel Sachetti
Terça,27 de junho e 1 de julho
Trupe Olho da Rua de Santos com espetáculo “BLITZ - O Império que nunca dorme”
Local: Rua João Caseiro, 65, Vila Brasil (em frente à antiga sede do Galpão da Lua) às 20h e Praça 9 de julho às 11h30.

Sinopse: O espetáculo simboliza pela ótica da sátira com elementos e signos que representam o poder opressor do Estado e da mídia corporativa, resignificando o que está posto escamoteado pelo senso comum na intenção de ressaltar a potencialidade estética e dramatúrgica do que nos é apresentado como comum no dia a dia.
Ficha técnica: Criação coletiva.Direção: Caio Martinez Pacheco.Atores Bruna Telly, Caio Martinez Pacheco,Fabio Piovam,João Paulo T. Pires, João Luiz Pereira Junio, Raquel Rollo, Sander Newton, Victor Fortes e Wendell Medeiros. Equipe técnica: Fernanda Venturini. Direção musical,figurino e cenário: Trupe Olho da Rua. Produção Raquel Rollo e Caio Martinez Pacheco. Iluminação Deus ou Sistema Solar.
Duração:60 minutos. Classificação livre



Quarta,28 de junho
Grupo Teatro Imaginário Maracangalha de Campo Grande-MS com o espetáculo “Conto da
Foto:Diogo Gonçalves
Cantuária”.
Local: Rua Júlio Tiezzi, Centro (em frente ao Galpão da Lua), ás 20h.
Sinopse: A peça teatral “Conto da Cantuária” é uma adaptação de um conto da obra Contos de Canterbury escrita pelo autor inglês Geoffrey Chaucer no período de 1384 - 1400, em plena idade média.
O texto crítico e humorado é constituído de 29 contos e o grupo optou pela montagem do “Conto do vendedor de indulgências” que retrata de forma farsesca e ácida o comércio das religiões e as corrupções em nome de deus, do dinheiro e da ambição, traçando um paralelo com os dias atuais.
Ficha técnica: Direção: Fernando Cruz. Atuadores: Fran Corona, Moreno Mourão, Renderson Valentim, Fernando Cruz. Fotografia : Diogo Gonçalves – Ateliê Passarinho 
Duração: 60 minutos. Classificação livre


Quinta,29 de junho
Grupo Pombas Urbanas de São Paulo com o espetáculo “Era uma vez um Rei”
 Local: Praça da Bandeira, Centro (ao lado do camelódromo), às 20h

Sinopse: Um grupo de mendigos se encontra num final de tarde da cidade. Com latas, plásticos e papelões criam o espaço onde vivem, descansam e fazem festa. De suas relações nasce uma brincadeira na qual, a cada semana, um deles será rei, depois presidente e em seguida ditador. O jogo humano e imaginativo torna-se intenso e esses mendigos saem da realidade em que vivem para representar as relações de poder da mesma sociedade que os marginaliza.
Ficha técnica: Texto – Oscar Castro.Direção – Juliana Flory
Cenografia – Alexandre Souza.Figurino – Carlos Alberto Gardin. Assistente de figurino – Fernanda Versolato. Direção Musical – Grupo Pombas Urbanas e Giovanni Di Ganzá. Música de Abertura – “Molambos Molhados” de Ray Lima.
Elenco:Adriano Mauriz – Papelão,Marcelo Palmares – Barulheira, Paulo Carvalho – Sucata, Coro de mendigos:Cinthia Arruda – Chiley, Juliana Flory –Germana, Marcos Kaju – Minhoca, Natali Santos – Pelezinha e Ricardo Big – Buda.
                               

Quinta, 29 de junho.
Grupo Xingó de São Paulo com o espetáculo “So.corro, Se Eu fosse Você eu me Movia”
Local: Rua Júlio Tiezzi, Centro (em frente ao Galpão da Lua),às 21h30.

Sinopse: Dançar é pensar o mundo em que vivemos. Movimentar-se é manter-se atenta, ávida, presente, recusando o sedentarismo e a paralisia. E quando a palavra está desgastada já não comunica mais. E quando a lama enche os poros todos, os nossos rios-artérias secam e toda vida se esvai. E quando o dinheiro permeia as relações, o amor começa a ser medido e pesado e não há mais tempo para o que não for lucrativo. O ambiente afeta os corpos e nós trabalhamos com o movimento. Dançamos. O capital controla o tempo e o tempo é espaço do desenvolvimento humano. A pesquisa travestiu-se de nomes cada vez mais sofisticados e de cada vez menos movimento. Não acreditamos no que não se move. E o que nos move é a experiência. A busca pela elaboração do gesto, pela composição no espaço, pelo fazer junto pra compartilhar. E saber-ver-sentir o corpo requer estudo e pesquisa. Entender o esqueleto, a musculatura, a direção de cada fibra, a espessura das fáscias, a quantidade dos líquidos, o peso, o tamanho, a dimensão, criar a imagem interna para mobilizar externamente, mobilizar a si pra mobilizar o outro. Um desabafo. Não individual, mas coletivo. So.corro corre contra o tempo para pensar o tempo, buscando no imaginário dos filmes de ação, referências pra entender nossa ação hoje, pra dançar a cidade, a mulher, o relógio, o incômodo, o desumano, o injusto, o desigual. A super-mulher dos filmes de Hollywood ou das capas das revistas se transfigura em gente e ganha rosto, corpo e história. Um corpo feminino e no plural. Mulheres. So.corro é nordestina, são muitas, veias todas abertas na contramão. So.corro é dança, é convite, é provocação.

Ficha técnica: Concepção Grupo Xingó. Produção Executiva Natália Siufi. Espetáculo SO.CORRO Atuação/Criação/Dança Erika Moura. Dramaturgia Natália Siufi. Direção de Movimento Diogo Granato. Criação de Luz Marisa Bentivegna. Trilha Sonora Ramiro Murillo. Arte Gráfica do Espetáculo Anna Turra. Arte Gráfica do Grupo Bruno. Cordeiro Produção Geral Grupo Xingó.


Sexta, dia 30 de junho.
Grupo Teatro de Caretas de Fortaleza-CE com o espetáculo “Final da tarde”
Foto:Sol Coelho
Local: Praça 9 de Julho, Centro, às 17h.
Sinopse: A peça se baseia numa experiência diferente de teatro de rua, tanto na relação entre ator e público como na relação com a cidade. O espetáculo propõe uma experiência de atuação cênica baseada no detalhe da interpretação, onde proximidade e intimidade entre transeuntes e atores são os elementos centrais. Um aspecto importante é que os transeuntes não são previamente informados da peça. Não há palco nem formalidades de início e fim. A história de uma mãe, seu filho e seu marido que invade o dia a dia da cidade no instante cotidiano.
Ficha Técnica:Direção e dramaturgia: André Carreira Assistente de direção: Lara Matos Oficina de voz : Ernani Maletta (ufmg) Oficina de atuação: Miguel Rubio (yuyachkani peru) Elenco: Vanéssia Gomes-(whildislane) Non Sobrinho- (manuel e ofélia ) Vera Araújo-( dalila e policial). Rafael Lopes (fotógrafo) Coordenação produção : vanéssia gomes Produção de cena: rebeka lucio, willian axel Figurino: jacqueline brito Projeto cenográfico: diego brito cenografia (cadeira) : cleomir alencar Para viagem à Argentina: André Carreira - diretor Vanéssia Gomes-(whildislane) Non Sobrinho- (manuel e ofélia ) Vera Araújo-( dalila e policial). Rafael Lopes (fotógrafo) Produção de cena: Rebeka Lúcio, Willian Axel.

Grupo Cia. Canina de São Paulo com o espetáculo “O vendedor de verdades”
 Local: Praça do Vale (no Parque do Povo ao lado do Prudenshopping), às 20h.
Sinopse: É uma fábula da atualidade: a história da palhaça que realiza uma saga pelo mundo para
trocar uma verdade de mentira e receber seu dinheiro de volta. Teatro de rua, com música ao vivo e improvisos. A peça, baseada em um conto original, aborda assuntos contundentes, como feminismo e o papel da mulher na sociedade, o consumismo e ideologia mercantil através do riso. Uma saga épica e non-sense feita para a rua que questiona o que são as verdades e as maneiras com que elas são criadas e vendidas.
Ficha técnica: . A Canina é composta por 4 cães: Cachorrão (Igor Giangrossi), Cachorrera (João Victor) e Cachorrinha (Laura Alves) e nossa diretora: Cachorrita (Tamy Dias).


   Sábado, 1 de julho.

  Lorys Verônica de Presidente Prudente – SP, com o espetáculo 
“Lorys para maiores”

Local: Rua Júlio Tiezzi, Centro (em frente ao Galpão da Lua),às 20h.

Sinopse: Depois dos 5 minutos e Quem é essa garota? Vem aí "Lorys para maiores" a Travesti vai falar tudo que pensa...




Sábado, 1 de julho.
Banda Doutor Júpiter  de Mairiporã-SP, completa 10 anos de carreira. A banda se  autodenomina "caipira", tem sonoridade folk com elementos rock, country e da música brasileira. O quarteto é considerado um autêntico representante da música folk brasileira. O dia a dia de uma vida simples em uma área de proteção ambiental explica a origem do estilo Doutor Jupter: canções cultivadas no mato! O trabalho é envolto de uma atmosfera bucólica, vivenciada por Ricardo Massonetto, vocalista e compositor das canções do grupo, que vive em meio à natureza num sítio localizado no Parque Estadual da Cantareira.

Local: Rua Júlio Tiezzi, Centro (em frente ao Galpão da Lua), às 21h30

Domingo, 2 de julho
Grupo TIA de Canoas-RS, com o espetáculo “História de circo sem lona”
Local: SESC Thermas, Rua Alberto Peters, 111 - Jardim das Rosas,às 15h.
Sinopse: A peça busca inspiração nos palhaços dos circos tradicionais com números de enganação,
inversos ao da virtuose e com o fracasso como base. Mas que viram uma grande comunhão com o público, devido ao alto grau de simplicidade, ludicidade e, sobretudo, de cumplicidade que se estabelece.
FICHA TÉCNICA:Realização: Grupo TIA. Dramaturgia: Grupo TIA.Direção: Marcelo Militão. Figurino e Maquiagem: Mariana Abreu. Adereços: Grupo TIA, Denise Ayres e Renan Leandro. Trilha sonora: Grupo TIA e Felipe Nunes.Elenco: Marcelo Militão – Mariana Abreu – Mário Ferrolho. Produção: Grupo TIA.


Domingo, 2 de julho
Sarau de abertura da 2º Semana da Diversidade - Somos LGBT - Pres.Prudente.
Local: Quadra do Parque do Povo, às 18h.

A Semana da Diversidade, que acontece dos dias 02 a 09 de Julho em Presidente Prudente, é um momento de fortalecimento da luta de lésbicas,gays, bissexuais, travestis e transexuais. Serão oito dias de programação organizados entre conversas sobre serviços e políticas públicas para a população LGBT, apresentações artísticas, cine debate, momentos de formação e festas artísticas LGBT. Toda a programação vem de encontro as demandas que esse grupo observa no município e também como forma de aproximar e fortalecer a comunidade para trilhar caminhos de transformação na nossa região.

 Viva a arte ! Viva o teatro ! Viva luta ! Viva Lua !




segunda-feira, 12 de junho de 2017

Exposição - “NA LINHA A ARQUITETURA”


Está rolando no Galpão da Lua a exposição “NA LINHA A ARQUITETURA” -  Arquitetura e Urbanismo - Toledo Prudente. 
A execução da exposição é dos discentes do 3° termo de Arquitetura e Urbanismo, organizada pela Jaqueline Sana.
A Exposição “Na Linha a Arquitetura” busca alcançar e apresentar ao espectador um novo olhar sobre a função da arquitetura e urbanismo. Oferece aos discentes a experiência de intervir no espaço da cidade e valorar o patrimônio cultural, ainda que não seja tombado pelos órgãos públicos. Concomitante a isto, as intervenções pretendem instigar o transeunte a perceber a área existente e participar da apropriação do espaço.








.




sexta-feira, 9 de junho de 2017

Programação completa da Mostra Artística e do XX Encontro da RBTR !



Que cidade queremos?

XX ENCONTRO DA REDE BRASILEIRA DE TEATRO DE RUA
de 29 de junho a 2 de julho

MOSTRA ARTÍSTICA
de 23 de junho a 2 de julho

O teatro de rua e a cidade estão no foco de debates e apresentações artísticas em Presidente Prudente-SP. 
É com enorme alegria que o coletivo do Galpão da Lua recebe o mais importante evento do teatro de rua no Brasil: o Encontro da Rede Brasileira de Teatro de Rua – RBTR; e realiza, paralelamente, sua Mostra Artística. 

A programação conta com espetáculos, vivências artísticas, atos e cortejos, debates e lançamento de livros, entre outras atividades abertas ao público.

A Rede Brasileira de Teatro de Rua – RBTR foi criada em março de 2007, em Salvador/BA, como um espaço de articulação e organização horizontal, sem hierarquia, democrático e inclusivo. Participam dela grupos, artistas-trabalhadores, pesquisadores e pensadores envolvidos com o fazer artístico da rua. Seu papel é ampliar e capilarizar, cada vez mais, reflexões e pensamentos para o teatro de rua, com encontros, movimentos e ações artísticas e políticas por todo o Brasil.

Para este 20º Encontro da RBTR (que completa 10 anos) a provocação é refletir sobre a sua atuação ao decorrer de sua existência e pensar as perspectivas e os desafios atuais para o teatro de rua num contexto de grande retrocesso democrático no país. Temas como o crescimento da violência estatal contra populações pobres periféricas e minorias sociais, o desmantelamento de políticas sociais e de garantia de direitos, a militarização da cidade, entre outros, estarão presentes em atividades que visam, ainda, socializar e articular formas de resistência e colaboração com grupos e movimentos sociais.
A Mostra, por sua vez, conta com a participação de grupos dos estados de São Paulo, Mato Grosso do Sul, Ceará e Rio Grande do Sul, com espetáculos que refletem a qualidade e a diversidade do teatro de rua, dialogando com o público em diferentes locais da cidade.


REALIZAÇÃO:- Galpão da Lua PARCERIA:- RBTR  - MTR/SP APOIO:- Prefeitura Municipal de PP/Secretaria de Cultura




Viva o Teatro de Rua!

Para quem tiver interesse em participar do encontro entrar em contato através dos emeios:

federacaoprudentinadeteatro@hotmail.com ou producaofederacao@gmail.com





PROGRAMAÇÃO


Sábado, 24 de junho
11h – Espetáculo “Página 469” com o grupo Engasga Gato (Ribeirão Preto-SP). Local: Praça 9 de Julho, Centro.

Terça, 27 de junho
20h – Espetáculo “BLITZ - O Império que nunca dorme” com a Trupe Olho da Rua (Santos-SP). Local: Rua João Caseiro, 65, Vila Brasil (em frente à antiga sede do Galpão da Lua).

Quarta, 28 de junho
20h – Espetáculo “Conto da Cantuária” com o grupo Teatro Imaginário Maracangalha (Campo Grande-MS). Local: Rua Júlio Tiezzi, Centro (em frente ao Galpão da Lua).

Quinta, 29 de junho
9h – Roda de Abertura do XX Encontro da RBTR.
14h30 – Plenária da RBTR e debate “Controvérsias contemporâneas” com Terezinha Ferrari (Centro Universitário Fundação Santo André).
20h – Espetáculo “Era uma vez um Rei” com o grupo Pombas Urbanas (São Paulo-SP). Local: Praça da Bandeira, Centro (ao lado do camelódromo).
21h30 – Espetáculo “So.corro, Se Eu fosse Você eu me Movia” com o Grupo Xingó (São Paulo-SP). Local: Rua Júlio Tiezzi, Centro (em frente ao Galpão da Lua).

Sexta, 30 de junho

9h – Plenária da RBTR e GTs.
14h – Plenária da RBTR e roda de conversa com coletivos e movimentos sociais (MST, Coletivo Mãos Negras, Levante Popular da Juventude, Somos LGBT).
17h – Espetáculo “Final da tarde” com o grupo Teatro de Caretas (Fortaleza-CE). Local: Praça 9 de Julho, Centro.
20h – Espetáculo “O vendedor de verdades” com a Cia. Canina (São Paulo-SP). Local: Praça do Vale (no Parque do Povo ao lado do Prudenshopping).

Sábado, 1 de julho
9h – Ato/cortejo artístico “3 anos sem Lua Barbosa – Desmilitarização Já!”. Itinerário: Galpão da Lua – Praça 9 de Julho.
11h30 – Espetáculo “BLITZ - O Império que nunca dorme” com a Trupe Olho da Rua (Santos-SP). Local: Praça 9 de Julho, Centro.
14h – Plenária da RBTR e GTs.
17h – Lançamento dos livros: “Teatro de Rua – Discursos, Pensamentos e Memórias em Rede” (Organizadores: Vanéssia Gomes, Licko Turle e Jussara Trindade) e “Longa Jornada de Teatro de Rua Brasil Afora” (Autor: Márcio Silveira dos Santos). 
20h – Espetáculo “Lorys para maiores” com Lorys Verônica (Pres. Prudente-SP) e Banda Doutor Júpiter (Mairiporã-SP). Local: Rua Júlio Tiezzi, Centro (em frente ao Galpão da Lua).

Domingo, 2 de julho
9h – Roda de encerramento do XX Encontro da RBTR.
15h – Espetáculo “História de circo sem lona” com o Grupo TIA (Canoas-RS). Local: SESC Thermas, Rua Alberto Peters, 111 - Jardim das Rosas.
18h – Sarau de Abertura da 2ª Semana da Diversidade (Somos LGBT / Pres. Prudente-SP). Local: Quadra coberta do Parque do Povo.

terça-feira, 6 de junho de 2017

Documentário Morada da Lua

Recebemos um presente de futuros novos jornalistas que estiveram durante algum tempo registrando o cotidiano dos grupos e artistas do Galpão da Lua.


O trabalho deles gerou um Doc de 15 minutos que eles chamaram de "Morada da Lua". Confiram no link abaixo o trabalho dessa galera:




Publicado em 30 de maio de 2017

O documentário “Morada da Lua” mostra as dificuldades e satisfação de trabalhar com arte dos integrantes do Coletivo Cultural Galpão da Lua. Sede da Federação Prudentina de Teatro e Artes Integrantes (FPTAI), o Galpão da Lua é formado por seis grupos artísticos que se uniram em 2001 como forma de resistência à distribuição elitista da cultura.

Ficha técnica:
Direção Geral: NADIA RIBEIRO
Direção de fotografia: GIOVANA FARIAS
Edição: LEANDRO NOGUEIRA
Roteiro: RAQUEL SIQUEIRA
Produção: KARIME VILELA e THÁILA SISA
Imagens: KAREN DANTAS e THAUANA PULIDO
Repórter: AMANDA ANTUNES
Videografismo: DANIEL TAGUCHI
Fotografia: TAÍNE CORREA
Orientação: THAISA BACCO
Colaboradores: ALESSANDRA LIMA, ANDRÉ ACORSI, CARLOS SHIROSAWA, HELMO HARLEY SILVA, MARCOS BARBOSA, MATHEUS SILVA, MAICON SANTANA, MICHELE SANTOS, RAFAEL MOREIRA, ROBSON TOMA e TIAGO MUNHOZ.

quinta-feira, 1 de junho de 2017

Vem aí! O XX Encontro da Rede Brasileira de Teatro de Rua e sua Mostra Artística


O teatro de rua estará no foco de debates e apresentações artísticas em Presidente Prudente-SP, de 23 de junho a 2 de julho.





É com enorme alegria que o coletivo do Galpão da Lua recebe o mais importante evento do teatro de rua no Brasil, qual seja, o Encontro da Rede Brasileira de Teatro de Rua - RBTR; e realiza, paralelamente, sua Mostra Artística.

A programação geral conta com espetáculos, vivências artísticas, atos e cortejos, debates sobre conjuntura, cultura e políticas públicas e lançamento de livros, entre outras atividades.

A Rede Brasileira de Teatro de Rua – RBTR foi criada em março de 2007, em Salvador/BA, como um espaço de articulação e organização horizontal, sem hierarquia, democrático e inclusivo. Participam dela grupos, artistas-trabalhadores, pesquisadores e pensadores envolvidos com o fazer artístico da rua. Seu papel é ampliar e capilarizar, cada vez mais, reflexões e pensamentos para o teatro de rua, com encontros, movimentos e ações artísticas e políticas por todo o Brasil.

Para este 20º Encontro da RBTR (que completa 10 anos) a provocação é refletir sobre a sua atuação ao decorrer de sua existência e pensar as perspectivas e os desafios atuais para o teatro de rua num contexto de grande retrocesso democrático no país. O crescimento da violência estatal contra populações pobres periféricas e minorias sociais, bem como o desmantelamento de políticas sociais e de garantia de direitos, vão nortear essa reflexão que visa, ainda, articular formas de resistência e colaboração com outros grupos e movimento sociais do campo e da cidade.

A Mostra, por sua vez, conta com a participação de grupos dos estados de São Paulo, Mato Grosso do Sul, Ceará e Rio Grande do Sul, com espetáculos que refletem a qualidade e a diversidade do teatro de rua, dialogando com o público em diferentes locais da cidade.

Viva o Teatro de Rua!


Em breve mais informações e a programação completa




18° Encontro em Campo Grande