Projetos

 
 
A Federação Prudentina de Teatro e Artes Integradas - FPTAI, localizada na Vila Brasil, em Presidente Prudente/SP, foi fundada em 2001. Entre 2001 e 2009, foram realizadas três edições do projeto Jornada Prudentina de Teatro, com o objetivo de fortalecer os grupos locais e fazer-se presente nos bairros distantes das áreas centrais e com menor acesso às políticas públicas culturais.

Em 2009, é aprovado o projeto Ponto de Cultura Prudente em Cena - MinC e SEC/SP (2010-2012), e com seu andamento a entidade passou a atuar em rede com outros Pontos de Cultura, e ganhou maior importância local. O estatuto foi alterado, resultado da aproximação de músicos e outros artistas, passando assim a abarcar projetos das artes integradas.

Em 2010, o Bloco Percussivo Maracanóis realiza ensaios semanais, abertos e gratuitos, na sede da entidade. De 2010 a 2012, e em 2015, circula um Informativo da FPTAI, elaborado por associados e com o conteúdo relacionado às atividades da entidade.

Em 2011, a entidade esteve envolvida em noventa atividades culturais. Nesse ano, ocorreu aprovação dos projetos de associados: Festival 12 anos Rosa dos Ventos (ProAC/ICMS), Borboleta Transparente (ProAC/Edital), orientação Projeto Ademar Guerra (também em 2012). Além de projeto aprovado pela própria entidade: Periferia em Cena – Teatro nos Bairros (edital Ensaiando um País Melhor); e de parcerias com bandas e grupos teatrais que se apresentaram na sede da entidade. A partir desse mesmo ano, o Bloco de Carnaval Eta Nóis!, que existe desde 2006, é transferido para as ruas da Vila Brasil, bairro sede da FPTAI.

Em 2012, a aprovação do projeto Pontinho de Cultura Animando a Vila Brasil permitiu o desenvolvimento de atividades culturais com adolescentes e crianças, que participaram de oficinas de fotografia e desenho, e criaram bonecos gigantes e curtas de animação. Nesse mesmo ano, aconteceu o 1º Encontro da Cultura Negra, com debates, oficinas e apresentações artísticas. Ainda nesse ano, começaram os treinos abertos de aéreos (tecido acrobático e trapézio), que permanecem como atividade semanal, assim como os ensaios de maracatu.

Em 2013, foi aprovado projeto de associadas para produção do documentário Vila Brasil - Muito Além da Linha, que retrata o cotidiano dos moradores da Vila Brasil. Com o fim dos recursos do Ponto de Cultura, os associados passaram a organizar diferentes maneiras de angariar fundos para a manutenção do espaço sede, na Vila Brasil, entre elas está a produção coletiva do espetáculo Cabaré Cultural, que se apresentou em nove edições.

De 2010 a 2013, foram mais de 170 atividades culturais promovidas, para um público aproximado de 15.500 pessoas. E entre 2011 e 2015, o número de apresentações de bandas, grupos e artistas não associados, convidados, cresce significativamente, sendo o galpão da FPTAI sede de apresentações artísticas e oficinas diversas, de grupos advindos de todo Brasil, efetivando-se como espaço cultural com programação constante.

Em 2014, acontece a primeira edição do Projeto Som da Casa, que reúne bandas locais, realizado com recursos próprios. Nesse mesmo ano, a FPTAI tem seu projeto com a Escola Carmem aprovado no edital Mais Cultura nas Escolas, assim como dois de seus grupos associados: Rosa dos Ventos e Quévê Vemvê. Também têm início treinos semanais de Tai Chi Chuan, e encontros de Samba de Roda do grupo de capoeira Angoleiros do Sertão, que passam a acontecer na sede da entidade uma vez ao mês.

Em 2015, inicia a realização do projeto Território das Artes (ProAc) para manutenção do espaço sede Galpão Cultural Lua Barbosa, com diversas atividades culturais previstas, e a elaboração de mais uma edição do Informativo da entidade. Neste ano, mais duas programações passam a integrar o quadro de atividades artísticas semanais da FPTAI: capoeira e dança afro.
 

PONTO DE CULTURA PRUDENTE EM CENA


PERIFERIA EM CENA - TEATRO NOS BAIRROS


PONTINHO DE CULTURA ANIMANDO A VILA BRASIL

O Pontinho de Cultura - Animando a Vila Brasil, compreende a uma sequência de oficinas, com o intuito das crianças e adolescente conhecerem as histórias da Vila Brasil, um dos primeiros bairros prudentinos, onde se localiza nossa sede.

Para isso, as crianças assistiram a um pequeno vídeo, com depoimentos dos primeiros moradores do bairro, contando histórias e causos. 

A partir do vídeo, as crianças criaram bonecos gigantes, desenhos, tiraram fotografias e criaram um vídeo de animação. 

O vídeo inicial com os depoimentos do moradores, pode ser visto aqui: http://vimeo.com/40127720

Abaixo, alguns vídeos produzidos nas oficinas de Stop Motion, sendo o último, uma manipulação dos bonecos gigantes também confeccionados durante as oficinas, que são personagens das histórias.



video

video

video

video

clique nas imagens para ampliar