domingo, 19 de dezembro de 2010

ARTISTAS DE PRESIDENTE PRUDENTE SOB AMEAÇA!


Vimos, por meio desta carta aberta, alertar toda a população e a opinião pública em geral sobre as ações da Secretaria Municipal de Cultura de Presidente Prudente-SP, conduzidas pelo secretário Sr. Fábio Nogueira, em relação aos questionamentos e proposições encaminhados pela Federação Prudentina de Teatro - FPT.

No longo histórico de arbitrariedades que aviltam a democracia e a nós, cidadãos e trabalhadores da cultura, a última repetiu-se com a aprovação, às escuras, na Câmara Municipal, da Lei Complementar (178/2010) que alterou a composição do Conselho Municipal de Cultura - COMUC/PP sem o conhecimento de seus conselheiros. Não faz muito tempo, a última composição do conselho foi arbitrariamente destituída, depois de mais de um ano de trabalho. Infelizmente a história se repete, nos mesmos termos de absurdo autoritarismo, agora com a finalidade de destituir a FPT deste conselho.

Dentro do COMUC a Federação tem solicitado esclarecimentos sobre destinação dos recursos do Fundo Municipal de Cultura e defendido a construção de uma política pública municipal de cultura pautada no diálogo com a classe artística e representantes de sociedade civil.

O fato inequívoco é que o Secretário de Cultura de Presidente Prudente é incapaz de participar de um processo democrático de discussão de teses políticas e projetos para a cultura com a sociedade civil. Política de balcão, abuso de poder e assédio moral tem sido o estratagema de sua perpetuação na Secretaria de Cultura há mais de 15 anos.

Tememos ataques à nossa dignidade e aos direitos humanos, sabedores que somos da truculência com que o secretário está acostumado a resolver os seus problemas. E é por isso que escrevemos esta carta no sentido de tornar pública a nossa indignação.


Presidente Prudente-SP, 19 de Dezembro de 2010.


FEDERAÇÃO PRUDENTINA DE TEATRO

Os Mamatchas, Brincantes do Pisa Chão, Rosa dos Ventos, Teatro do Alfinete


Visite a Federação Prudentina de Teatro no nosso blog:

http://federacaoprudentinadeteatro.blogspot.com/


Visite também:

http://obradasdacultura.blogspot.com/


Manifeste seu repúdio ao Prefeito, Secretário e Vereadores, encaminhando mensagem aos e-mails listados abaixo com cópia para a FPT:

pmpp@presidenteprudente.sp.gov.br, difusao@culturapp.com.br, centroculturalmatarazzo@culturapp.com.br, albalucena@camarapprudente.sp.gov.br, alcidesseribeli@camarapprudente.sp.gov.br, antoniorena@camarapprudente.sp.gov.br, bernardetebquerubim@camarapprudente.sp.gov.br, clovislima@camarapprudente.sp.gov.br, douglaskato@camarapprudente.sp.gov.br, chicaomacadoamor@camarapprudente.sp.gov.br, izaquesilva@camarapprudente.sp.gov.br, katiaguimaro@camarapprudente.sp.gov.br, cidaomendoca@camarapprudente.sp.gov.br, natanaelgonzaga@camarapprudente.sp.gov.br, bosquet@camarapprudente.sp.gov.br, federacaoprudentinadeteatro@hotmail.com

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Motivos os quais lutamos

Muitos não sabem os motivos pelos quais a Federação Prudentina de Teatro está lutando. Aqui seguem algumas considerações sobre a Secretaria Municipal de Cultura de Presidente Prudente. Temos recebido, além de apoio municipal, apoio nacional pelos movimentos de teatro que fazemos parte. Lutamos apenas pela clareza na política cultural da cidade, por uma política justa. As questões pontuadas abaixo nnunca foram respondidas além de muitas outras...
  • mentem sobre o estrangulamento da Ruth Kunslï

  • não prestam contas detalhadas do Fundo Municipal de Cultura

  • não ter ainda entrado no Sistema Nacional de Cultura

  • não prestar contas detalhada do FENTEPP

  • falar quantas diárias de hotel sobraram após o término do FENTEPP 2008, 2009, 2010

  • Quais entidades componentes realmente pediram para ser membros do COMUC e por que não estão presentes

  • por que a Paixão de Cristo tem que ser feita com dinheiro público

  • quando a agenda do Teatro Municipal Procópio Ferreira deixará de ser uma caixa preta

  • como vão explicar que não há ações culturais nos bairros da cidade

  • o que fizeram com a estrutura do Circo Picadeiro do Ana Jacinta

  • por que usou foto de um grupo teatral em sua revista de auto-promoção que achincalham o mesmo

  • por que mentem sobre o Festival Nacional de Música de Presidente Prudente dizendo que o MinC atrasou verbas

  • por que escondem da sociedade que as mensalidades da Escola Municipal de Artes Jupyra são usadas livremente sem retorno para a escola

  • quando será feito o concurso para professor de música da Escola Municipal de Artes Jupyra

  • porque não há dinheiro para os músicos que irão fazer as festas natalinas

  • Qual é a política pública pela quase dezena de teatros de arena da cidade

  • por que não avisaram na reunião do COMUC e convidou conselheiros para o lançamento doCarnaval 2011

  • Por que tiraram o terreno da escola de samba se "Sair é Milagre" e por que não avisou aos membros COMUC

Secretário de Cultura de Santos publica matéria a favor dos artistas de rua

Foi publicado no principal jornal de Santos e de São Carlos, um texto do Secretário de Cultura de Santos sobre os artistas de rua e a proibições e restrições que estamos sofrendo. Enviado pelo amigo Caio Martinez, da Trupe Olho da Rua.



Os artistas de rua ­merecem respeito



Por Carlos Pinto


“Os verdadeiros analfabetos são os que aprenderam a ler e não lêem.” (Mário Quintana)
A imprensa paulistana vem destacando nesta última semana, a perseguição que vem sendo movida pela Prefeitura de São Paulo, aos artistas de rua. Acima de ser um ato de censura, esta perseguição veta a liberdade de trabalho e expressão. Parece-nos que o senhor Gilberto Kassab, prefeito paulistano, gosta de criar polêmicas desnecessárias, o que levou um ambulante dia desses, a agredi-lo em plena via pública.
Nas grandes cidades e capitais do mundo, é notória a presença de músicos, artistas de circo, dançarinos e atores teatrais, levando sua arte diretamente ao povo. De Nova York a Lisboa, de Los Angeles a Buenos Aires, de Barcelona a Moscou, os artistas de rua promovem arte e cultura recebendo do povo, qualquer importância por esse trabalho. Um trabalho honesto que deveria receber das autoridades e do povo, o respeito que todo artista, por menos talentoso que seja, merece.
Assim não pensam algumas autoridades no Brasil, que tristemente nos fazem passar à história, como castradores da arte, da cultura e da liberdade de expressão. E não é apenas em São Paulo que tais fatos estão ocorrendo. Há relatos de fatos semelhantes no Maranhão, no Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e outros Estados. Ao espantar os artistas das ruas de suas cidades, no mínimo estão contribuindo para que boa parcela deles desista de sua arte, e se encaminhe para o crime ou para uma vida de frustrações e decepções.
Joshua Bell, um dos mais talentosos violinistas da atualidade, acostumado aos concertos no Carnegie Hall, Metropolitan e outras grandes salas do mundo, também tem seu dia de musico de rua e realiza apresentações no metrô de Nova York, como também já se apresentou com a Orquestra de Heliópolis. Se em uma de suas vindas a São Paulo, resolver fazer uma surpresa aos pedestres da Av. Paulista corre o risco de ver o seu legitimo Stradivarius seqüestrado por um fiscal do senhor Kassab, e terminar o dia em uma cela de um distrito qualquer.
Grandes nomes do jazz norte-americano deixaram seu talento marcado nas ruas de New Orleans, e jamais sofreram qualquer perseguição por praticarem sua arte nas esquinas e calçadas de sua cidade. Hoje, quando o trabalho realizado pelos grupos de teatro de rua em todo o Brasil começa a exibir espetáculos de qualidade, realizando festivais estaduais e nacionais dessa modalidade, corre o risco de ver sua arte atropelada por um administrador insensível e inculto.
Seria trágico se não fosse comigo, pois ali no centro de São Paulo, e em outros locais da paulicéia, o tráfico e consumo de crack rola solto e nenhum fiscal da Prefeitura está preocupado com isso. Não seria a hora dos nossos administradores deixaram os artistas de rua em paz, e tratarem de se preocupar com problemas sociais, buscando as soluções que tais problemas exigem?

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

PRUDENTE EM CENA OFERECE:

O Ponto de Cultura Prudente em Cena, oferece duas atividades abertas ao público, a 1ª Oficina de Análise Fílmica e Alfabetização Imagética, e uma Montagem Teatral. Fique ligado na programação e participe!

  • 1º Oficina de Análise FílmicA e Alfabetização Imagética - parceria Prudente em Cena e Diretório Acadêmico FCT/UNESP

    “DIRETÓRIO ACADÊMICO 3 De MAIO”

    Ministrante: Antonio Sobreira

    PROGRAMAÇÃO:

    1º Encontro - 12 de novembro
    A fragmentação fílmica - realizar exercício de fragmentação fílmica (som, imagem,
    simbologia, roteiro e outros elementos constituintes do documento fílmico.
    (curtas de animação)

    2º Encontro – 19 de novembro
    Simbologia, metáforas, posicionamento da câmera (Amarelo Manga).

    3º Encontro – 26 de novembro
    Nikita e A Assassina: análise de um mesmo roteiro filmado pela escola europeia e
    estadunidense

    4º Encontro – 03 de dezeembro
    O uso de vídeo, filmes, curtas, animações em aulas, debates e processos
    de formação. Cuidados e formas de maximizar o uso desses elementos
    pedagogicamente

    5º Encontro – 10 de dezembro
    Análise fílmica de um roteiro: A ser escolhido por dois grupos participantes da
    oficina.

    A Oficina será ministradas as sextas-feiras no Diretório
    Acadêmico às 22:30 hs. Será cobrada uma taxa de R$3,00 paga no primeiro dia do curso no ato da inscrição.

    Informações: da3demaio@yahoo.com.br

  • Processo de Montagem Teatral - Ponto de Cultura Prudente em Cena
Inicia-se neste sábado, dia 30 de outubro, na sede do Ponto de Cultura (Rua Quintino Bocaiuva 770B).

Os encontros acontecerão todos os sábados das 14h ás 18h, com a proposta de uma montagem num período de 6 a 7 meses.
A todos os interessados, comparecer dia 30/10 às 15h.

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Prudente em Cena Presente

Um público de mais de 600 pessoas esteve presente no 2º Criança Fest, onde a Federação e o Ponto de Cultura Prudente em Cena estiveram presentes com os grupos Brincantes do Pisa Chão e Os Mamatchas. Sucesso!

crianças brincam com o boi, após apresentação dos Brincantes


uma das maiores e mais bonita rodas já formada!


Brincantes do Pisa Chão



Os Mamatchas

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Prudente em Cena no Criança Fest

Neste próximo sábado, dia 16 de outubro, o Ponto de Cultura Prudente em Cena estará participando ativamente do 2° Criança Fest no bairro Morada do Sol (um dos bairros atendidos pelo projeto da Federação) realizando duas apresentações. Uma com o grupo de circo e teatro de rua Os Mamatchas e outra com o grupo de teatro Brincantes do Pisa Chão. O evento é realizado pelo Programa de Desenvolvimento Local do bairro, fomentado pelo Senac. A Federação e o Ponto já participou do envento anterior realizado no bairro Humberto Salvador, no dia 18 de setembro, com uma apresentação do grupo Os Ermanos, adolescentes que fizeram e fazem parte do Projeto Aquarela e recebem o apoio do grupo Rosa dos Ventos e da Federação Prudentina de Teatro.

O evento será realizado na Casa da Sopa, terá início às 9h com o grupo de Coral, posteriormente, às 09h30 com Os Mamatchas e às 10h com os Brincantes do Pisa Chão, com o espetáculo 'Somos nós Brincantes do Pisa Chão'. Seguindo a programação terá Hip Hop, Axé e outras apresentações culturais.

Os Mamatchas apresentarão nas alturas da perna de pau, músicas e muita prosa. Com duas palhaças atrapalhadas e um músico palhaço (ou um palhaço músico!?), tentando de toda maneira se entender para realizar alguma atração. Com Camila Peral (10%), Luana Barbosa (Lua Quebrada) e Vinicius Morais (Bactéria Adiposa).





Brincantes do Pisa Chão, grupo formado em 2007, com anseio de mesclar dança, poesia popular, teatro, a figura do palhaço somado a brincadeiras de roda e manifestações folclóricas. Surge os Brincantes do Pisa Chão e seus personagens: Eureka (Alana Vitorino) a bailarina desajeitada; Pietra (Andressa Inácio) a palhaça sem graça; Katrina (Pamela Carrara) a atriz desinteressada e Kachuho (Ribas Dantas) o profeta frustrado. A apresentação se inicia com um ar de mistério, velado em mascarás, música, poesias populares, ladainha e apresentação dos personagens. Em seu desenrolar perde aos poucos o ar misterioso e passa a ter uma perspectiva cômica, com as figuras da boneca e do palhaço que estabelecem uma integração com o público. E antes do fim o espetáculo é atopetado de danças populares, malabares, pirofagia, literatura de cordel e se finda com a roda de todos, tendo como eixo a brincadeira do boi. E todo público é convidado a ser um brincante.




domingo, 12 de setembro de 2010

O que? Como? Quando? Onde? - Nosso trabalho

O Ponto de Cultura Prudente em Cena é um projeto da Federação Prudentina de Teatro, que tem como objetivo levar arte e cultura a dois bairros periféricos da cidade de Presidente Prudente, carentes desse tipo de política cultural. Os bairros são Vila Lider e Morada do Sol. Desde o começo do projeto, já foram realizado 3 apresentações artísticas, sendo uma em cada bairro, totalizando assim 6 apresentações. São estas: Cortejo Artístico (artistas seguem pelas ruas acompanhados de música ao vivo, com palhaços, perna de pau, personagens, malabaristas, etc), Revista Teatral (mostra de esquetes cômicas) e Quadrilha Teatral (encenação de um casamento matuto e quadrilha com os personagens). Com isso, já alcançamos um público de mais de 1200 expectadores, criamos reconhecimento nos bairros e obtivemos o carinho e a resposta positiva dos moradores, que nos recebem com abraços calorosos quando chegamos, e nos perguntam quando voltaremos novamente.

  • 25/07 - 20h - Quadrilha Teatral, Pça da Igreja Nossa Senhora Aparecida (Vila Marcondes), aprox. 100 pessoas

  • 18/07 - 20h - Quadrilha Teatral, Pça da Paróquia São Pedro (Vila Lider), aprox. 250 pessoas

  • 17/07 - 20h - Quadrilha Teatral, Casa da Sopa (Morada do Sol), aprox. 250 pessoas

  • 09/05 - 19h - Revista Teatral, Casa da Sopa (Morada do Sol), aprox. 250 pessoas

  • 08/05 - 19h - Revista Teatral, Vila Líder, aprox. 150 pessoas

  • 10/07 - 17h - Cortejo Artístico no Morada do Sol, aprox. 150 pessoas

  • 03-04 - 17h - Cortejo Artístico na Vila Líder, aprox. 100 pessoas


Quadrilha Teatral na Vila Lider



Quadrilha Teatral no Morada do Sol


Revista Teatral - Vila Lider


Revista Teatral - Morada do Sol


Cortejo - Vila Lider
Cortejo - Morada do Sol









segunda-feira, 6 de setembro de 2010

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

VISITAS E APOIO DURANTE O FENTEPP

Durante o Festival Nacional de Presidente Prudente, quando fizemos nossas manifestações, recebemos visitas de alguns grupos em nossa sede e apoio de muitos artistas. Porque como fazemos questão de frisar, não somos contra o Festival! Muito pelo contrário, somos a favor, porém lutamos por outros formatos e pela cultura municipal, luta esta entendida e apoiada por diversos artistas que por aqui passam ou acompanham nossa luta de longe. Temos recebidos emails de grupos de todo o Brasil, nos apoiando, oferecendo ajuda e força - e incrédulos com a situação da cultura prudentina.

...que visitaram a Federação e Ponto de Cultura, e se mostraram fovoráveis a nossas ações:
  • Cia Pessoal do Faroeste (SP)
  • Cia do Miolo - (Movimento de Teatro de Rua de SP, um de nossos apoiadores)
  • Cia Nu Escuro (GO)

Cia do Miolo (MTR-SP), por A. Sobreira

...que nos proporcionaram conversas e se mostraram favoráveis a nossas ações:

  • Nacompanhiadosanjos (SP)
  • Cia Mungunzá (SP)


Agradecemos a visita, o apoio e mais uma vez deixamos claro que a FPT e Ponto de Cultura Prudente em Cena está sempre de braços e portas abertas... ! Somos um só, com muita força (d)e vontade!

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Matéria publicada no blog do jornalista Ulisses J. de Souza

Para acessar, clique aqui: Portal Uniol - Blog


Mouquice cultural
Escrito por Ulisses José de Souza em 24/08/2010 às 18:00:26

Membros da Federação Prudentina de Teatro volta e meia põem a boca no trombone, literalmente.

Ontem, promoveram um barulho cultural nos ouvidos moucos dos vereadores. O protesto foi silencioso, mas o texto distribuído aos nobres edis era barulhento.


Ouvidos moucos na Câmara
As manifestações não se restringiram ao legislativo. Como só eles sabem fazer, grupos como Rosa dos Ventos e Mamatchas foram às ruas com um boneco gigante do secretário de Cultura, que é rotulado no site da Federação como “Secontrário de Cultura”.

O barulho pode não ter sido alto, mas em pleno desenvolvimento do Festival Nacional de Teatro deveria ter tido o poder de sarar ou amenizar a mouquidão que impregna os escalões municipais.

A mídia também se fingiu de morta. Não viu e não ouviu. Cobriu apenas o espetáculo interno do Fentepp. Exceção ao jornal “O Imparcial”. A mouquice atingiu também redações de TVs, sites, jornais e revistas da cidade.

Os representantes da Federação reivindicam um Conselho Municipal deliberativo e que seja reconhecido pelos poderes executivo e legislativo.


Ouvidos moucos nas ruas
Ora, a maior balela hoje se chama Conselho Municipal, de qualquer coisa. Foi criado para ser um instrumento democrático de debate das ações do gestor político e até de fiscalização. Mas as entidades, escolas e o escambau que podem participar dele estão atreladas ao poder dominante. E isso no interiorzão é fatal! Com a municipalização das verbas, sejam elas federais ou estaduais, os representantes dos Conselhos “comem na mão do rei de plantão”. O resto é conversa para boi dormir.

Por isso, entendo que a questão da cultura em Presidente Prudente já não é nem para ouvidos moucos, mas sim para o momento que o deslumbramento cegante esvair-se no horizonte.

Coisa não muito provável tendo em vista o estilho de caudilhismo que as administrações municipais, sejam de qualquer partido, governam e subsistem em Presidente Prudente.

Triste do município, carente de olhos e ouvidos.

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

ARTE CONTRA O CORONELISMO

Na última sexta-feira, dia 27 de agosto, houve mais uma manifestação. Desta vez, em frente à Prefeitura e no calçadão, junto com a distribuição gratuita da primeira edição de nosso Informativo. Tivemos todo o apoio da população, que participou do protesto dialogando com o Secontrário e alguns até tentaram agredir o boneco quando o mesmo dizia que "em seu bairro tem cultura todo fim de semana!". O povo gritava "FORA" junto com a gente. Disseram que aquilo era cultura de verdade e que isso não existia nos bairros prudentinos - coisa que a SECUT diz fazer.

- Contra a manobra executada pelo Secretário para destituir o Conselho de Cultura!

- Contra o desvio da subvenção da Federação e a redução da mesma!

- Contra a falta de políticas públicas claras para a Cultura de Presidente Prudente!

- Contra as atitudes antidemocráticas do Secretário de não responder ofícios da Federação Prudentina de Teatro!

- Pela abertura imediata das contas da Secretaria de Cultura para apreciação da população!

- Por um programa de fomento ao Teatro da Cidade já!

- Pela abertura de editais públicos imparciais para a contratação de atividades artísticas Prudentinas já!



Primeira e última capa do nosso informativo,

clique na imagem para ampliá-la.




Fotos: Ailton Menezes


Frenquentadores do Jardineiro (bar tradicional prudentino em frente à Prefeitura) lendo o jornal da FPT e o santinho do Secontrário




Secontrário de Cultura de Presidente Prudente!


Salve, salve!



O Secontrário visita a Prefeitura Municipal



Manifestação em frente à Prefeitura





Secontrário cumprimentando os cidadãos!



Promovendo a cultura prudentina: artistas desfilam pelo calçadão junto com o Secontrário!




Secontrário no meio do povo: coisa que não se vê todo dia!



Muita gente e dessa vez a polícia (que foi convocada da outra vez como se estivessemos fazendo algo de errado) estava fazendo nossa segurança




Secontrário participando de manifestação cultural: mais uma coisa que não se vê todo dia!



Secontrário conversando com o bailarino Nélio de Paula




segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Para que todos saibam

É sempre bom lembrar que não lutamos apenas pelo teatro, mas pela CULTURA prudentina!

Para maires informações sobre a nossa luta em Presidente Prudente:

http://teatroderuaeacidade.blogspot.com/2010/07/nova-politica-cultural-no-brasil-e-um.html


A manifestação de hoje iniciou-se em frente ao Teatro Cesar Cava, antes da apresentação do espetáculo as 20h do Fentepp, partiu para a Câmara Municipal (onde ocorreu uma manifestação silenciosa), fez uma parada no sinal da Av. Marcondes e para finalizar em frente ao Teatro Municipal antes de mais uma apresentação do Fentepp.



Secontrário de Cultura
17.003%
Ele não promete:
  • O estabelecimento imediato de um Fórum Municipal de Política Cultural para criação do Plano Municipal de Cultura
  • Tornar o Conselho Municipal de Cultura (COMUC) reconhecido nos poderes Executivo e Legislativo e deixar o mesmo ser deliberativo
  • Abrir as contas detalhadas de gastos do FENTEPP ao COMUC e prestar contas do Fundo Municipal de Cultura (FUMAC) desde 1999 a 2010
  • Destinar 5% do FUMAC para apoio à viagens de grupos artísticos segundo edital específico para esta finalidade

Obrigado por acreditar que eu poderia fazer algo pela cultura prudentina!

Fotos: Lua Barbosa


Manifestação silenciosa na Câmara Municipal - vereadores leêm o santinho do Secontrário

A polícia chegou, mas nossa ação continuou!

Artistas vestem a camisa após apresentação

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

NO BANQUETE DO FENTEPP O TEATRO PRUDENTINO PASSA FOME

Nesta sexta-feira começa mais uma edição do FENTEPP - Festival Nacional de Teatro de Presidente Prudente. E qual a posição da Federação Prudentina de Teatro a respeito do mesmo? Somos favoráveis ao Festival, sim. Mas não nos moldes em que se apresenta: em sua 17ª realização o Festival conta com apenas dois grupos da cidade, sendo que um é ligado à Secretaria Municipal de Cultura (SECUT) e outro à Federação, porém houve uma informação no jornal de que este segundo grupo está no Festival como representante da classe teatral prudentina. Que Festival é este que não investe nos artistas locais? É um Festival com uma semana de duração e que atende uma baixa porcentagem da população do município. Os grupos teatrais locais sofrem com falta de apoio. Muitos grupos estão sem forças para continuar seus trabalhos. Somos a favor de um edital municipal de fomento à produção teatral e compra de espetáculos. Queremos saber para onde vai o dinheiro gasto na cultura prudentina. Somos a favor da qualificação do teatro prudentino. Como transformar Prudente num pólo cultural com estas condições? O abrilhantamento da cidade durantes os dias de Festival contrasta com os artistas passando fome no resto do ano, sendo convidados pela SECUT para apresentações gratuitas. Contamos com a clareza da política cultura da cidade pelo Conselho Municipal de Cultura que está sendo novamente convocado após demissão coletiva com a acusação do próprio Secretário de Cultura de que o mesmo estava inativo. O mesmo Secretário que se nega a responder os ofícios encaminhados por nós. Somos favoráveis ao Fentepp, mas não sob esta postura.
Durante o Festival, oferecemos aos grupos participantes do Festival todo o apoio da Federação Prudentina de Teatro, nossas portas estão abertas!!!
Rua Quintino Bocaiúva, 770B, sobreloja.

(18) 4101-0330 - Federação Prudentina de Teatro (Antonio Sobreira)

(18) 9788-0493 - Cláudio Dolcimásculo (presidente)

(18) 8149-5451 - Luana Barbosa (vice-secretária)

terça-feira, 20 de julho de 2010

Quadrilha Teatral

"Quadrilha Teatral" na Vila Lider e Morada do Sol!
Gostaríamos de agradecer à Paróquia São Pedro e Casada da Sopa, dos respectivos bairros, pelo apoio de sempre. Mais uma vez vencemos nossas espectativas, a casa (ou a praça!) sempre cheia, e a resposta do público foi ótima!
Dia 25, apresentaremos na Pça da Igreja Nossa Senhora aparecida, por volta das 20h, na Vila Marcondes. Bairro onde localiza-se a sede do Ponto de Cutlura Prudente em Cena.
Quem ainda não viu, divirta-se com as fotos e já separe o chapéu de palha e a saia para domingo!


fotos de Ailton Menezes
(clique na imagem para ampliá-las)





fotos de Antonio Sobreira






Mais fotos estão expostas em nossa sede, revelada gratuitamente pela H3 Brasil!
Faça-nos uma visita! Quintino Bocaiúva, 770B, Vl. Marcondes!